Arquivos

Saudades de você

Que saudades de você! – diz aquela amiga que não vejo há algum tempo.

Pois é, também tenho saudades de mim…

Não sei onde está a Mariana motivadora e referencial. Deve ter se perdido em meio às noites sem dormir, que foram a regra nos últimos 2 meses. Ela com certeza deixou rastros entre os choros de manha, a desobediência das crianças e os lençóis molhados de xixi.

Meus parabéns pra você que consegue passar meses dormindo 3h por noite e ainda ficar bem. Eu não consigo. E não é um ficar sem dormir e viver dias sem problema, é ficar sem dormir e ver sua filha sofrer com uma dor que nenhum médico explica (e mesmo investigando não descobriram a origem), é ver a sua filha mais velha aprendendo a sua rabugentisse, e não ter nem ânimo pra comemorar quando suas filhas fazer o que é certo.

Não posso colocar a culpa nelas. Elas não têm culpa de eu estar cansada, a Melissa não escolheu sentir essa dor horrível na barriga a noite inteira por dias. A Evelyn não escolheu a mãe que tem dado mau exemplo de como tratar os outros. E a Andrea não escolheu que os dentes saíssem bem agora que todo o resto está desabando.

Eu também não escolhi que tudo isso acontecesse, e com certeza não estou sabendo lidar com o meu próprio cansaço. Quem dirá com os problemas delas…

Uma vez me disseram que mãe não tem tempo pra ficar doente. Essa pessoa com certeza não conheceu uma mãe com depressão… É estar em um buraco e em teoria saber como sair dele, mas simplesmente não conseguir usar o que sabe.

E sim, eu sei todos versículos da Bíblia que cabem aqui. Os motivadores e os de correção. E me faz sentir ainda pior o fato de eu saber e não conseguir colocá-los em prática.

Eu sei, Deus está sentado no trono. E ele ainda não acabou o trabalho dEle na minha vida…

Desculpem, foi uma noite (normal?!) daquelas de novo…

2 comments to Saudades de você

  • Poliana

    Mari,
    Você não está sozinha nesta vida de mãe cansada. Hoje vejo que os blog e revistas e o que mais que seja que chegue até nós, faz pensar que todas conseguem fazer tudo e ainda passarem uma visão de estão bem. Mas tenho certeza que na realidade estão mortas de cansada e se perguntando porque as outras conseguem e eu não?

    Me fiz está pergunta ainda hoje! E agora leio seu texto e vejo que não, as doutras maes nao conseguem ttambém…só nao abandonam o barco.

    Sobre a depressão, ja estou em tratamento médico tem 3 anos e mudou minha vida depois que aceitei ajuda médica.

    Bjo.

  • Obrigada pelo comentário, Poli.
    Eu desisti de ver outros blogs, porque é frustrante. Prefiro lidar com gente da vida real que chega na porta da escolinha com olheiras na cara, cabelo bagunçado, e o filho mais novo de pijama no banco de trás porque não deu tempo de arrumar todo mundo.
    Mas é como você falou, a gente não abandona o barco!
    O que tem sido mais difícil aqui é essa onda de doenças. Febre daqui, tosse dali, infecção de lá, e a Melissa com as dores inexplicáveis na barriga…

Leave a Reply