Arquivos

Camino – 10° dia

Hoje seria o décimo dia de caminhada mas, como eu escrevi ontem, decidimos descansar. Dormimos em Melide, cidadezinha linda e bem agitada (domingo de Páscoa, muita gentr na rua, parquinho cheio de crianças na praça). A nossa próxima acomodação era só em Brea, 27,5km de Melide. Era muito pra andar com pés e pernas doendo demais.
Deixamos as crianças brincarem um pouco no parquinho, comemos churros e pegamos jm ônibus de Melide a Arzúa.

Andamos um pouco, achamos setas amarelas, passamos pela rua das Dores e achamos apropriado tirar uma foto! Depois achamos um parquinho legal pras meninas gastarem maia energia (já que hoje não iriam caminhar). Encontramos um lugar legal pra comer e o Esdras decidiu experimentar o tal do polvo. Em todo lugar da Galícia encontramos as tais “pulperias”. Ontem mesmo em melide nós entramos em uma pensando em comer mas o cheiro do lugar não agradou. Hoje, como o lugar não tinha aquele cheiro do caldeirão de polvo, ele resolveu encarar.

E não era ruim não, eu também experimentei!
Resumo da ópera, não caminhamos, não posso te contar sobre o caminho de Melide a Brea, mas valeu muito a pena parar um pouco e descansar as pernas. O Esdras está sem dor agora à noite e o meu pé está bem melhor.
Creio que essa seria uma das vantagens de não ter acomodação marcada: você vai no seu passo, anda o quanto consegue, para pelo tempo que precisa. Nós tínhamos que vir pra Brea hoje porque a acomodação estava marcada, mas foi muito bom termos vindo de ônibus e deixado nossas perninhas (e braços!) descansarem.

Acabamos não encontrando igreja pra celebrar a Páscoa, mas não esquecemos entre nós que hoje nós comemoramos que Jesus ressuscitou! Ele venceu a morte e está vivo, como Ele disse que faria.
Glória a Deus, o túmulo está vazio, Jesus está vivo!

Leave a Reply